• Domingos Restaurante Porto de Galinhas

Conselho Regional de Nutrição-6 faz visita orientativa em unidades de saúde em Caruaru, Gravatá e Ch


Em busca de valorizar e proteger o nutricionista e a sua atuação profissional nesse momento de pandemia do novo coronavírus, o Conselho Regional de Nutricionistas 6ª Região (CRN-6) realizou visitas orientativas, nesta quinta-feira (16), em unidades de saúde das cidades de Caruaru, Chã Grande e Gravatá,(PE), todas com casos registrados da Covid-19. O objetivo da ação é assegurar a inserção do nutricionista na equipe multidisciplinar na linha de frente de enfrentamento à doença e o fornecimento e utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os nutricionistas. A ação foi realizada pelo presidente do CRN-6, Samuel Paulino, e pela vice-presidente, Riso Calazans.


A vice-presidente, Riso Calazans, explica que a terapia nutricional é fundamental para a recuperação da Covid-19. “Uma assistência nutricional é imprescindível na recuperação de qualquer doença. No caso da Covid-19 essa assistência nutricional merece uma atenção especial. Isso porque os pacientes mais graves, aqueles que precisam ser entubados, que entram na ventilação mecânica, necessitam desses cuidados intensivos por muito tempo. Então, verificam-se riscos acentuados de desnutrição, perca proteica, que é fundamental para a recuperação, além de fazer o balanço na ingesta de nutrientes observando as comorbidades de cada paciente”, explica Riso.


Segundo Riso, os médicos e enfermeiros são grandes parceiros do nutricionista nesse enfrentamento, mas o “único profissional habilitado para prestar assistência nutricional é o nutricionista”. “A doença é nova, diversos estudos ainda estão sendo realizados, mas é fundamental entender o caráter da Nutrição como elementos indispensáveis nesse enfrentamento”, afirma Riso.

Ela reforça que além de garantir a presença do nutricionista nessa equipe multiprofissional, a ação pretender fiscalizar a entrega de EPIs para esses profissionais. “Estamos com números alarmantes de infecção por parte de profissionais de saúde. Abrimos uma central de denúncia logo no início da pandemia e acionamos o Ministério Público para a cobrança desse equipamento. Agora estamos in loco, visitando cada lugar para verificar essa entrega e utilização. Em caso de verificarmos alguma irregularidade iremos notificar a Unidade de Saúde na hora e acionar o Ministério Público”, explica Riso.


Comitê de Crise Como órgão que tem a função máxima de orientar e fiscalizar o exercício profissional, o CRN-6 lançou no início da pandemia na jurisdição uma série de medidas preventivas e em prol do nutricionista e da sociedade. Todas as medidas foram adotadas pelo Comitê de Crise. Foi montada um cartilha voltada para profissionais que fazem a entrega de comidas. Intitulada “Seu Delivery Seguro. Seu Alimento Protegido”, a publicação reúne uma série de orientações para evitar a contaminação. Também foi criada a Central de Denúncias contra a falta de EPIs nas unidades de saúde e de seleções que não tenham a presença do nutricionista.


Presidente do CRN-6, Samuel Paulino, e vice-presidente, Riso Calazans.

Copyright © 2017 - verasoutomaior.com - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Viva Comunicação PE