• Domingos Restaurante Porto de Galinhas

Medicina Fetal com Dra Carol Lyra

MAIO - Mês de Conscientização sobre a necessidade do rastreio da Pré Eclâmpsia ainda no primeiro trimestre. Exame realizado na época do Morfológico ( entre 11 - 13 semanas e 6 dias ) pelo estudo Doppler das Artérias Uterinas. Calcula-se a média do Índice de Pulsatilidade das artérias que devem estar abaixo do percentil 95 para idade gestacional. Quando alteradas, iniciamos, precocemente, o AAS 150 mg/noite, a fim de proteger a gestante da Pré Eclâmpsia grave e precoce, além, de rigoroso monitoramento pré natal e mudança dos hábitos de vida da mesma. Neste rastreio, sempre aferir a Pressão Arterial Média (PAM) e dosar marcadores como PAAP-A e PGIF. A PRÉ ECLÂMPSIA afeta 8-10 % das gestações e resulta em 16 % das mortes maternas na América Latina, levando a prematuridade e responsável por 20% de todas as internações na UTI. Estes são dados da SBUS( Sociedade Brasileira de Ultrassonografia) e da SOBRAMEF ( Sociedade Brasileira de Medicina Fetal) que introduzem com muita responsabilidade,a Campanha de conscientização médica e da população grávida.



DRA CAROLINA LYRA CRM - 10.459 TOCOGINECOLOGISTA RQE - 4940 FETÓLOGA PELA AMB/FEBRASGO e FUNDAÇÃO MEDICINA FETAL BARCELONA

Instagram : @carolinanlyra

Atendimentos em: Caruaru, Palmares, Cupira e Catende ZAP INFORMAÇÕES 081 994357828

Copyright © 2017 - verasoutomaior.com - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Viva Comunicação PE