Isolamento Social:  Oportunidade de iniciar outras relações, por Diana Pessoa

Estive no centro da cidade ontem, observei que o número de pessoas usando máscaras aumentou, percebi que em alguns supermercados existem cartazes na entrada, avisando que o uso da máscara é obrigatório, e até os meninos que ficam guardando os carros também estão de máscaras. Pude ver algumas ruas fechadas com inúmeros cavaletes segurando faixas amarelas e cilindros de cimento. Vi ainda que existe alcool disponível para os clientes em diversos estabelecimentos, muitos pontos comerciais fechados, a maioria, e os abertos, funcionando à meia porta. A cidade quase vazia. Estamos vivendo uma nova forma de viver, estamos tentando pôr em prática o isolamento social, numa tentativa de não aumentar as estatísticas medonhas que tem nos assombrado.

Eu, particularmente, penso ser um momento interessante para diversas coisas, para aprendermos a lidar melhor com o tempo, para cultivarmos nossa vida interior, praticando yoga ou algum outro exercício, penso ser um tempo propício para descobrirmos formas de nos cuidar melhor, dando especial atenção as coisas que nos alimentam, não só aquilo que ingerimos, mas também o que ouvimos, o que assistimos, e tudo aquilo que entra em nossos dias, penso ainda que é um bom momento para conhecermos outras formas de nos relacionar, sendo assim venho aqui apresentar o CSA, já ouviu falar?

CSA, ao pé da letra, significa Comunidade que Sustenta a Agricultura, trata-se de uma tecnologia social em que a produção de um agricultor local de orgânicos é apoiada pela comunidade, eu não gosto muito do termo sustentar porque as vezes ele pode vir com uma conotação negativa, e o que acontece na CSA, é extremamente positivo. Você passa a fazer parte de um seleto grupo que sabe o valor dos orgânicos, e semanalmente terá acesso a uma lista com todos os alimentos que aquele produtor está cultivando, dessa lista você pode escolher até 7 itens e todos os sábados você terá a sua colheita particular com a opção de ir buscar na feira ou receber em casa. O mais legal disso tudo é que você e/ou sua família passam a ser COagricultores. Ãh? Como assim? Vou explicar, a partir do momento em que você se associa, passa a ser parceiro(a) dos agricultores, é a construção de uma relação de confiança, onde eles se comprometem a produzir os alimentos orgânicos de qualidade, bem como, apresentar seus custos e fazer você participar da vida no campo, através de fotos e vídeos dos alimentos sendo cultivados/produzidos, e você se compromete a financiar parte dessa produção, e usufruir das colheitas semanais, ou seja, você garante que alimentos cultivados com amor e livres de quaisquer tipos de agrotóxicos cheguem à sua mesa e ainda proporciona parcela extremamente importante no sustento de uma família de agricultores, não é legal? É um novo papel social, uma nova forma de participar da vida daqueles que estão em contato direto com a Mãe Terra. É uma forma de fazer a sua parte, de dar sua contribuição e, de quebra, você ainda passa a se alimentar super bem =)

É a transição da cultura do preço para a cultura do apreço, uma transição que me encantou e que fez com que eu me mobilizasse para trazer o CSA pra pertinho da gente, e hoje, temos aqui em Gravatá, o CSA Corpo & Alma, um sonho nutrido por vários corações, que acreditam num mundo melhor, em melhores relações, numa vida verdadeiramente boa, posto que ela (a vida) é o que há de mais precioso a nosso alcance. Se você se sentiu tocado(a) de alguma forma, e quer saber mais, como participar dessa comunidade, qual o preço da cota mensal e qualquer outro detalhe de como fazer parte dessa iniciativa tão consciente, você deve se comunicar com Valter França, um dos coordenadores, através do cel/zap 81.99972-3120, e pode também acessar o instagram @csa_brasil para dar uma olhada em como eles vêm se articulando a nível de Brasil. É isso, sem mais delongas, eu me despeço, cruzando os dedos para que você se interesse e possa atuar como COagricultor(a), participante ativo(a), na viabilização de uma vida possível e justa de um agricultor orgânico local.

Namasté.

Diana Pessoa escritora e professora de yoga instagram: @yogacotidiana/@ioga.nana cel/zap: 99748-2770

Copyright © 2017 - verasoutomaior.com - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Viva Comunicação PE