top of page

A AIPÊ - Aliança pela Inclusão Produtiva



■ PERNAMBUCO - A AIPÊ (Aliança pela Inclusão Produtiva) – uma iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Instituto Votorantim, Fundação Arymax, Fundação Tide Setubal, Instituto HEINEKEN, Instituto humanize e Santander pela geração de trabalho e renda para populações em situação de vulnerabilidade – prorrogou o período de inscrições para as chamadas públicas de Empreendedorismo Urbano Periférico e Negócios Rurais Inclusivos. As organizações intermediárias, associações e cooperativas, incluída aquelas de Pernambuco, enviaram projetos até o dia 3 de abril para submeter nas duas chamadas.


Juntas, as chamadas somam 8 milhões de reais, não reembolsáveis, direcionados para promoção da inclusão produtiva por meio da geração de trabalho e renda para populações de baixa renda. As inscrições foram direcionadas a instituições intermediárias (como ONGs, associações e cooperativas) que fomentem projetos de geração de trabalho e renda e associações e cooperativas que desenvolvam negócios rurais inclusivos.


A chamada pública Empreendedorismo Urbano Periférico destina-se a projetos que beneficiem negócios formais ou informais geridos por moradores de periferias localizadas em uma das capitais brasileiras ou em suas regiões metropolitanas. 


Já a de Negócios Rurais Inclusivos é focada em projetos que atendam pequenos produtores rurais do Norte e Nordeste com o objetivo de promover a autonomia de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica.


▪︎Serviço

Chamadas públicas: Empreendedorismo Urbano Periférico e Negócios Rurais Inclusivos

Inscrições que foram feitas até 3 de abril

Resultado da etapa 1: 14 de abril

Resultado da etapa 2: 17 de maio

Resultado da etapa 3: 9 de junho

Resultado final: 11 de julho


▪︎ As inscrições foram feitas e serão acompanhadas no: www.aipe.org.br


▪︎Sobre a Aipê (Aliança pela Inclusão Produtiva)

A AIPÊ (Aliança pela Inclusão Produtiva) é resultado da união de instituições com conhecimento e experiência reconhecidos na atuação pela redução da desigualdade por meio da inclusão produtiva. Juntos, BNDES, Instituto Votorantim, Fundação Arymax,

Fundação Tide Setubal, Instituto HEINEKEN, Instituto humanize, e Santander reuniram recursos não reembolsáveis que serão aportados em chamadas públicas com recortes específicos, sempre direcionadas a projetos conduzidos por associações, cooperativas, microempresas e empreendedores individuais com o objetivo de melhorar a vida das pessoas em situação de vulnerabilidade por meio da geração de trabalho e renda.




Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page