Casa de Acolhimento de Gravatá ganha prédio novo


Entrega da nova casa contou com a presença do prefeito padre Joselito e fez parte das comemorações dos 128 anos de Emancipação Política de Gravatá 


As crianças e adolescentes que são atendidos pela Casa de Acolhimento de Gravatá agora podem contar com um local digno para ficar.


A nova casa traz um cenário totalmente diferente daquele em que eles tinham que conviver. 


O novo ambiente possui sala de TV ampla, cozinha, sala de jantar, área de brinquedos, salas de atendimento, três banheiros, além de quartos para meninos, meninas e berçário. 


A equipe que se dedica no dia a dia saudável das crianças é formada por oito cuidadores, uma cozinheira, um coordenador, uma assistente social, uma psicóloga, dois serviços gerais e quatro vigilantes. 


De acordo com Elisangela Coelho, gerente de Média e Alta Complexidade da Secretaria de Assistência Social, “a casa tem capacidade para atender 20 crianças e adolescentes e hoje estamos com esse número preenchido. A nova casa está oferecendo comodidade para eles, que estão aqui enquanto acontece uma reintegração com a família ou para uma possível adoção”. 


A secretária municipal de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes, falou que “são crianças que vêm de uma vida tão difícil, sofrida, então a preocupação do prefeito padre Joselito e da secretaria de Assistência Social era melhorar e dar um pouco de conforto a vida dessas pessoas. É um momento muito feliz e gratificante, estamos oferecendo algo que está ao nosso alcance, apesar de sabermos que elas merecem algo até melhor, mas é uma casa que eles passam e temos a missão de ajudar para que esse período de estadia seja passado da melhor maneira possivel”. 


O prefeito padre Joselito falou da emoção em ter a primeira entrega de sua gestão sendo voltada para criança. “Nada melhor do que celebrar os 128 anos de Emancipação Política de Gravata inaugurando uma nova residência para as crianças que ficam na Casa de Acolhimento Institucional Irmã Dulce. Eu quero parabenizar a secretária de Assistência Social,Viviane Facundes, e toda sua equipe, em especial quem trabalha aqui nesta casa, pois ela está se dedicando ao alicerce da nossa sociedade. Fiquei muito honrado em ter a primeira placa com meu nome como gestor aqui na Casa de Acolhimento”, falou orgulhoso. 


Reportagem: Ana Paula Figueirêdo

Fotos: Ednaldo Lourenço



Elisângela Coelho - Gerente de Média e Alta Complexidade da Secr. Assistência Social e Juventude de Gravatá