Emprego da Linguagem DENOTATIVA E CONOTATIVA ou DENOTAÇÃO E CONOTAÇÃO. Por Dilsa Farias

Vamos conversar hoje sobre o Emprego da Linguagem DENOTATIVA E CONOTATIVA ou DENOTAÇÃO E CONOTAÇÃO.

Muita gente usa, mas é importante que saiba distinguir e empregar corretamente.

DENOTAÇÃO é a forma de usar as palavras no sentido literal, próprio, dicionarizado, ou seja, como está no dicionário gramatical. É a forma que lemos em jornais, livros didáticos de Hitória, Geogafia, Ciências... Em manual de instruções, em bula de remédios, etc.

CONOTAÇÃO é a forma do uso da linguagem em seu sentido figurado, interpretativo, criativo, subjetivo, etc.

Encontramos palavras conotativas ou figuradas em diversas formas de expressões, tais como: poesia, contos, romances, letras de músicas, enfim, na linguagem literária. Ela pode partir da realidade, porém expressa de forma criativa.

Veja alguns exemplos de DENOTAÇÃO E CONOTAÇÃO através do trecho de uma música.

Mar de Rosas

Você bem sabe, eu não lhe prometi um mar de rosas, nem sempre o sol brilha, também há dias em que a chuva cai.

Os termos sublinhados estão no sentido conotativo (Conotação).

Vejam agora essas palavras no sentido Denotativo (DENOTAÇÃO)

Mar de rosas: Só dias felizes, vida feliz, só felicidades...

Nem sempre o sol brilha: Nem sempre será tudo bom entre nós. Nem sempre haverá compreensão, afinidades...

Também há dias em que a chuva cai: poderá haver dias difíceis, poderemos atravessar dificuldades, poderemos até nos desentender.

Veja que a linguagem conotativa dá margem a várias interpretações. É essa a finalidade.

Então, para nos situarmos melhor e usarmos a linguagem conotativa, foram criadas: AS FIGURAS DE LINGUAGEM.

Vamos conhecer uma das mais usadas popularmente na linguagem escrita ou falada: A METÁFORA.

Muita gente usa, mas não sabe classificar, entender o conceito.

Então, Metáfora é uma figura de linguagem que produz sentidos figurados por meio de comparações. Uma espécie de comparação abreviada, implícita.

Vejam alguns exemplos:

Esse rapaz é um gato. (bonito)

Aquela mulher é uma víbora. (má)

Essa menina é um anjo. (bondosa, pura)

Aquele homem é um touro. (forte)

Vejam nessa música como o compositor usou metáfora várias vezes.

“Você é luz, é raio, estrela e luar”

Ele quis dizer que ela é importante, mas às vezes é brava, ao mesmo tempo, linda e maravilhosa.

Então, é muito comum o uso da metáfora no lirismo poético, nas canções e até mesmo em nossa linguagem do dia a dia.

Veja mais exemplos:

O tempo é ouro.

Meu tio é um poço de sabedoria.

Minha vida era um palco iluminado.

Os teus cabelos macios são fios de seda.

A natureza, te deu a beleza de um prado em flor.

Teus olhos são dois astros pequeninos.


Dilsa Farias

Professora de Língua Portuguesa e Literatura. Atualmente, ocupa uma cadeira na Academia de Letras e Artes de Gravatá como Historiadora e Colecionadora de fotos antigas da cidade e de seu povo. Como Historiadora, ela se empenha em resgatar o passado da cidade e registrar o presente. E-mail: dilsamaria@gmail.com




Copyright © 2017 - verasoutomaior.com - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Viva Comunicação PE