Yoga e Coronavírus com Diana Pessoa


Em tempos de pandemia mundial, nos vemos obrigados a encarar tudo e todos de uma forma diferente da qual estávamos acostumados. A rotina, de muitos, mudou, os horários, as atividades, o trabalho, o sono etc. Estamos tentando nos adaptar a novos formatos, a uma nova realidade que não nos agrada nem um pouco. Muitos perderam seus trabalhos, suas fontes de renda, a paz, a saúde e muitos perderam e continuam perdendo suas vidas. O desespero é quase que geral, o medo está sobre os ombros de um bocado de gente, o mundo nos mostrando a cada dia, que a coisa toda só piora. Estamos vivendo uma espécie de guerra sombria onde o número de mortos aumenta progressivamente a cada volta completa do relógio. Diante disso tudo, eis que surgem questionamentos que não nos largam: o que fazemos com isso? como vamos viver assim? e o aluguel? e os funcionários? e a feira? e o plano de saúde? como vou dar conta de tudo? o que faço se tenho que fechar as portas?

A palavra da vez e a resposta para um bocado dessas questões chama-se ADAPTAÇÃO. Estamos nos adaptando a novos acessórios, máscaras, luvas. Estamos nos adaptando a disponibilizar nosso trabalho de forma muito mais solidária, ensinando o que quer que seja, online. Estamos nos adaptando quando fazemos uma consulta pelo whatsapp, ou quando falamos com a família e os amigos por chamadas de vídeo. E por aí vai. O fato é que toda adaptação precisa de um tempo para se acomodar, é preciso paciência, calma, e sobretudo para adaptações como essas que estamos vivendo, é preciso certo controle, do emocional, do físico, do psicológico. Eu sei, eu sei que tá difícil, que não tá dando, que você tá com “ar de louco” porque não faz a mínima ideia de como as coisas ficarão. Pronto. É justamente aí, que entra a yoga.

Yoga? Quero nada! parado demais! gosto não, sentar no chão e ficar dizendo Ommmmmmm! Se eu fizer yoga eu vou dormir! São algumas das coisas que ouço as pessoas falarem. A questão é que a yoga tem que ser pensada, nesse momento, como um remédio. Um remédio poderoso que fará a imunidade subir já que todos os sistemas corporais serão equilibrados, através da respiração e dos exercícios, que são todos psico-físicos. Mas é preciso praticar! É preciso se abrir, aceitar, incorporar novas formas de viver. É preciso separar um tempo, um tempo de estar consigo, de encontrar dentro de si, o alento, a cura para a ansiedade, o antídoto anti culpas, o sono reparador, o apetite sob controle e sobretudo o ajuste do olhar para conseguir enxergar o quão precioso é ter apenas o ar para respirar, quanto mais todo o resto que está a nossa volta. Pensa nisso, por que estar com a imunidade em dia é, e será a forma mais certa de sobreviver e lutar contra esse vírus, que tira de nós quase que completamente, a certeza do dia de amanhã.

Diana Pessoa escritora e professora de yoga instagram: @yogacotidiana/@ioga.nana (81) 9.9748-2770

Copyright © 2017 - verasoutomaior.com - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Viva Comunicação PE